domingo, 10 de julho de 2016

Arrumando as Malas: Tailândia

Nenhum comentário
Oi gente! Tudo bom com vocês?

Meses e meses sem postar, e eu não poderia estar mais chateada por ter deixado o blog tão de lado nesse ano. Infelizmente, estou estudando muito e sem tempo algum para entrar no computador, preparar posts pra vocês e me divertir por aqui.
Por isso, vou aproveitar o tempinho que eu tenho nas férias para relembrar como é gostoso acordar e vir aqui para conversar com vocês.

Bom, o post de hoje será a volta do quadro "Arrumando as Malas", que para quem não conhece, fala sobre os países lindos que estão aí mundo afora e que nem sempre são a nossa primeira escolha quando resolvemos o destino de uma viagem.
Eu não sou expert em viagens, culturas e outros países, mas quero mostrar pra vocês um pouquinho do que conheço e do que descobri com minhas pesquisas e enchê-los de fotos, para que seus olhos brilhem assim como os meus. Vamos lá?

O país escolhido de hoje é a Tailândia.

É um país que tem centenas de ilhas maravilhosas e praias sem igual. A maioria das suas ilhas, que antes eram desabitadas, agora são desenvolvidas para o turismo, o que está aumentando muito a sua visibilidade.
A atriz Marina Ruy Barbosa está passando uma parte de suas férias no país e foi então, vendo as fotos dela, que reparei o quão linda era aquela água, aquela areia branquinha, os templos antigos, uma cultura completamente diferente que eu nunca havia pensado em pesquisar ou conhecer. E foi por isso que eu achei extremamente importante trazer esse como um dos países escolhidos para vocês.



Falando um pouquinho da cultura, a Tailândia é um país em que a maior parte da população é budista, e por isso, foram construídos mais de 18 mil templos para suprir os praticantes da religião. Para quem não conhece, o budismo acredita em alcançar o "estado de pureza" e em reencarnação. Uma religião muito interessante, que não é comum de se ver por aqui, né? Os templos, além de serem construções religiosas, também deixam o país lindo e já se tornaram pontos turísticos para quem os visita.



Além dos templos, os pontos turísticos mais cobiçados são as praias do litoral, pela água transparente e a areia clara. As fotos são as mais lindas, nunca vi nada parecido, parece que é tudo montado. A mais conhecida é a "May Bay", que tem grandes formações rochosas, mas é de difícil acesso, porque só é possível chegar através de um barco. Mesmo assim, o número de turistas só aumenta.

Existem muitas atividades turísticas no país, como o mergulho que ganha cada vez mais atenção, as casas noturnas muito frequentes, os barcos a vela (que vocês podem ver em quase todas as fotos). Dizem também que essa água cristalina é morna, calorosa e que os turistas saem com o espírito renovado, o que podemos associar novamente ao budismo, religião oficial.

E agora, algumas curiosidades para vocês:

1- A língua oficial é a tailandesa.
2- A moeda oficial se chama Baht.
3- A Tailândia fica no sudeste asiático.
4- É um país que ainda vive a Monarquia Constitucional (o rei reina, mas não governa).
5- É conhecido também como "Terra dos Sorrisos", porque a população é muito sorridente, carismática e hospitaleira. Nada melhor, né?

Enfim galera, esse foi o "Arrumando as Malas" de hoje. Espero que vocês tenham gostado do retorno do quadro. Vocês não fazem ideia da felicidade que estou de passar a tarde pesquisando e trazendo um pouco mais de cultura pra vocês.
Alguém aí já foi? O que vocês acharam? Com certeza seria um destino a se considerar, né? Hahaha.

Mil beijos!

sábado, 5 de março de 2016

Como montar seu horário de estudo?

17 comentários
Olá galera, tudo bom com vocês?

Depois de dias sem postar, cá estou eu para falar sobre um dos assuntos mais presentes na minha vida atualmente: estudos.
Eu tenho estudado muito todos os dias e acho que isso é mega importante quando a gente sabe que o curso escolhido é difícil e concorrido. A única forma de não fazê-lo impossível é estudando mesmo!
Por isso, hoje eu vim mostrar pra vocês como eu montei o meu horário de estudo e ajudar vocês a montar o de vocês.

Como eu ainda estou na escola, vou ensinar vocês a montarem a partir disso, ok?

mural do mês.:

Passo 1: Faça uma tabela usando o word, o excel, ou qualquer outro programa que você tem no seu computador. É muito fácil, quase não leva tempo e se você não sabe, pode aprender nesse site da maneira mais rápida.

Passo 2: Feita sua tabela, coloque os horários que vai usar e os dias da semana. Eu fiz duas tabelas diferentes, uma para os dias úteis e outra para sábados e domingos. Minha dica para os horários é botar de meia em meia hora, pra não ter problemas nas hora de agendar suas tarefas.

Passo 3: Estabeleça seus compromissos das tardes dos dias úteis. Por exemplo, como eu estudo de manhã, só tenho a tarde e a noite livre, mas terça e quinta são exceções, porque passo o dia todo na escola. Então antes de separar as matérias de cada dia, já deixo na tabela que das 7h15 a 13h de todos os dias não posso estudar, e que das 14h as 18h de terça e quinta também não.

Passo 4: Nos horários em que não pode estudar, coloque um "-" na tabela ou o nome do respectivo compromisso, por exemplo "aula", "escola", "academia", "curso de inglês".

Passo 5: Se você ainda vai pra escola, quando chegar em casa, faça a famosa "matéria dada, matéria estudada", portanto, separe 1h ou 1h30 para cada uma, dependendo do grau de dificuldade da matéria, para que você tenha tempo de ler teoria, fazer exercícios e montar um resumo com base no que aprendeu. Se você faz cursinho ou estuda sozinho, por exemplo, pode dividir seu dia nas matérias que preferir, dando preferência em estudar uma humanas e uma exatas ou uma que seja leve e uma pesada, para que não desanime durante os estudos. Por exemplo, se das 7h às 13h você teve aula de história, física e literatura, quando chegar em casa, pegue uma hora para estudar cada assunto.

Passo 6: Para quem quer ir além, não estude apenas as matérias da escola, pegue 2 horas por dia e aproveite-as para estudar extras. Como assim? Estudar extras é estudar as matérias que você já viu, fazer revisão, fazer simulados, pegar outros exercícios da internet. Por exemplo, se você está no segundo colegial, use os extras para revisar as matérias do primeiro.

Passo 7: Estabeleça seus horários para descanso e para ler os livros obrigatórios dos vestibulares.

You didn't even dread the first day of school because of school supply shopping.:

Não deixe de estudar em um ambiente claro, que você tenha fácil acesso aos seus livros e que esteja sempre organizado. De preferência, estude em uma mesa para que não perca a atenção e deixe sempre o celular e o computador desligados.

Não vou disponibilizar o meu horário de estudos aqui, mas quem tiver interesse em ver e tiver alguma dúvida ou quiser uma melhor explicação sobre como eu faço e como funciona, é só me mandar um e-mail (meianoiteequinze@hotmail.com) e solicitar, ou entre em contato pela aba "contato" aqui no blog.

Não se esqueçam que a disciplina é a coisa mais importante dentro de um horário de estudos, mas que ter essa disciplina não significa cumprir todos os horários à risca. Os horários servem para você ter uma base daquilo que precisa cumprir no dia, mas não feche a apostila de física no meio de um exercício só porque acabou o tempo. Sente na sua mesa e pense consigo "só vou levantar quando eu tiver cumprido o meu dia". Pode fazer suas pausas, lógico, mas "só levante" quando tiver contente com seu desempenho e não espere que consiga estudar 10h por dia logo de cara. Vá com calma, respeite os seus limites e boa sorte.

Qualquer dúvida, é só deixar aqui embaixo ou mandar lá no e-mail, como já disse. Nos próximos posts, eu mostrarei como estudo e quais são minhas técnicas e vou indicar pra vocês alguns apps que estou amando e que estão me ajudando muito.
Boa sorte, galera!

Super beijo!

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

E agora? O que fazer "da vida"?

18 comentários
Olá meninas, tudo certo com vocês?

Eu deixei o blog um pouco de lado no fim das férias pra poder me organizar melhor para o começo das aulas e começar a pensar sobre uma das coisas que era uma grande meta minha: escolher qual curso eu realmente quero fazer na faculdade.
Eu não queria colocar pressão em mim, porque acredito que não dá pra resolver isso do dia pra noite, mas eu não queria mais fugir do assunto, porque eu sabia que se fosse alguma coisa difícil ou muito concorrida, eu teria que me esforçar o dobro, e caso fosse algo mais fácil, eu poderia continuar com meu ritmo de estudo tranquilo e seguir fazendo outras coisas que gosto muito, como por exemplo, escrever aqui no blog.

Com muitas pesquisas, testes vocacionais e horas refletindo, eu finalmente descobri o que eu quero fazer. É claro que eu ainda posso mudar de ideia, mas eu tenho certeza que se eu mudar de ideia, eu vou estar realmente preparada para o que vier.

Eu sei que muitos de vocês podem ter a mesma dúvida que eu tive, podem ter medo de escolher algo e depois se arrepender, e podem ter receio de não conseguir passar onde quiser, mas eu resolvi escrever esse post pra dizer que tudo bem ter esses medos, tudo bem se desesperar um pouquinho, e quando isso passar, o mais importante é abrir um livro e estudar. Porque independente se você quiser fazer algo muito difícil ou muito fácil, o conhecimento nunca vai embora e vai estar aí pra toda a sua vida.

Imagem de studying

O que eu escolhi fazer é complicado, e bem diferente do que eu pensei em fazer a vida inteira. Foi um pulo muito grande que eu dei. Mas o mais importante pra mim, é saber que mesmo com todas as minhas dúvidas, é isso que me vejo fazendo daqui a 10 anos e não tem nada mais gratificante do que lutar pra conseguir me ver do jeito que quero quando for "gente grande".

Para eu passar numa faculdade, vou ter que me esforçar muito. Vou ter que passar o dia todo e umas boas madrugadas estudando, e tudo isso, só pra tentar passar em algum lugar. E se Deus quiser, vou conseguir. É por isso que estou dando um tempo, mais uma vez, aqui no blog.

Eu tinha decidido que seria isso que eu queria fazer pra sempre, escrever pra vocês, conversar com vocês e compartilhar minha vida, mas não dá pra ser assim e eu acho que não quero que seja assim. Não vou abandonar aqui, mas não vou conseguir atualizar no mesmo ritmo que eu atualizava nas férias. Espero que vocês entendam.

Vou tentar fazer alguns posts voltados a estudos também, dando algumas dicas, mostrando os materiais que eu estou usando, tudo pra ajudar vocês, se quiserem. Então é isso, espero que entendam!

Um super beijo pra vocês e fiquem com Deus! <3

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Decor: parede de quadro negro

29 comentários
Olá meus amores, tudo bom com vocês?

Decidi fazer um post diferente pra vocês, já fazia tempo que não aparecia nada sobre isso por aqui. Vou falar sobre decoração. É essa hora que vocês perguntam "ué, mas você ainda lembra desse assunto?" Siiim gente, eu sei que estou bem desatualizada, mas acho que seria legal voltar, já que é uma coisa que super amo e que acho que pode inspirar vocês na casinha de vocês.

Vocês já devem ter visto fotos no we heart it ou pelo google afora de paredes de quadro negro, né? Pra quem não sabe do que estou falando, são aquelas lousas de escrever com giz. E quem acompanha a Niina Secrets, blogueira e youtuber, também deve estar familiarizado com o assunto.

Quando eu era menor, queria muito uma dessa no meu quarto, para sempre estar trocando as estampas, desenhando, deixando o quarto com a minha cara de acordo com o meu humor, sem ficar gastando muito pra fazer uma reforma, mas acabou não rolando. Depois que comecei a ver mais disso na internet e vi que as pessoas estavam começando a conhecer esse tipo de decoração, reparei que ela estava presente em todos os cômodos: na cozinha, nas salas, no escritório, no quarto. Não havia restrição.

Isso fez com que eu gostasse ainda mais da ideia, afinal, se eu posso querer transformar o meu quarto todos os dias, por que não querer transformar a casa inteira de acordo com o que estou sentindo e de acordo com o que eu sou?


Acho que a melhor parte de ter uma parede de quadro negro em casa, além da beleza, é ter esse poder de personalizar sempre e deixar nossa casa mais nossa carinha, impossível. Isso é uma delícia!

Se eu pudesse ter isso na minha casa, eu combinaria a cor escura do quadro com objetos muito coloridos, amarelos, cor-de-rosa, azuis, tudo para quebrar o ambiente triste que ficaria com o verde do quadro, o que eu acho super importante pra uma pessoa que preza muito a iluminação e a alegria de uma área.
Mas, também acredito, que para um ambiente mais rústico, é bem bacana combinar a parede com objetos de madeira e de cores neutras como marfim, marrom, nude, branco e cores terrosas.

Vocês curtiram as dicas? E as fotos, ficaram legais? O que vocês acham desse tipo de decoração, já tinham visto, teriam em casa? Respondam nos comentários, amores!

Não deixem de me seguir nas redes sociais, estou no instagram, no facebook, no twitter e no youtube.

Se inscrevam no meu canal do youtube para sempre receberem meus vídeos novos.


Um super beijo e fiquem com Deus!